Coronel Fabriciano pode ser incluído em novo trecho da ferrovia Minas-Espírito Santo

Coronel Fabriciano pode ser incluído em novo trecho da ferrovia Minas-Espírito Santo
https://youtu.be/XiUcmXRbL4Q

Em visita à Fabriciano, presidente da Petrocity Portos S.A, destaca potencial produtivo do Vale do Aço e se mostra favorável a levar ferrovia até novo Parque Industrial do município

 

 

Representantes da Petrocity Portos S.A. estiveram em Coronel Fabriciano para aprofundar as discussões sobre a inclusão do município no novo trecho ferroviário ligando o Vale do Aço a São Mateus, no Espírito Santo (EFMES). A reunião aconteceu nesta segunda-feira, 18/10, no gabinete municipal a convite do prefeito Dr. Marcos Vinicius com a participação do secretariado municipal, lideranças políticas, empresariais e entidades.

 

Na ocasião, o presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa da Silva, reafirmou o potencial produtivo do Vale do Aço, destacou os projetos em andamento pela Prefeitura e se mostrou favorável à extensão da ferrovia até o Parque Industrial Vale do Aço – Coronel Fabriciano, em torno de sete quilômetros de ferrovia – e a implantação de Unidades de Transbordo e Armazenamento de Cargas (UTACs) com porto alfandegário na cidade.

 

“Já conhecemos bem a proposta de Fabriciano e pude me reunir, recentemente, com o prefeito Dr. Marcos Vinicius. Entramos numa fase de estudos mais minuciosos para o refinamento do traçado ideal. Como bem disse o prefeito, e dado o potencial produtivo do Vale do Aço, poderemos implantar não só uma, mas propor a integração dos municípios com plataformas independentes, mas convergentes para atender empresas que se completam na produção”, afirmou o presidente da Petrocity.

 

Em favor de Fabriciano, conforme antecipou Barbosa da Silva, estão o licenciamento ambiental e o menor impacto habitacional – ou seja, o traçado da ferrovia no município seria possível sem grandes necessidades de desapropriações, deslocamento de família ou passar em áreas de comunidades tradicionais, indígenas e preservação ambiental.

 

A Petrocity pretende construir e operar no trecho citado, com cerca de 420 quilômetros de extensão. Conforme o projeto, além da malha ferroviária, o projeto contempla de UTACs, ao longo da nova ferrovia: em São Mateus (maior porto privativo do Brasil) e Barra de São Francisco, no Espírito Santo, e Governador Valadares, Ipatinga e também Coronel Fabriciano, que pode passar a integrar o projeto.

 

A previsão de investimentos é da ordem de R$ 5 bilhões com início da operação da ferrovia em 2024 e inauguração do porto, em 2026. Em agosto, o Governo Federal publicou a medida provisória 1065/21 criando o Programa de Autorizações Ferroviárias (Programa ProTrilhos), viabilizando assim o projeto e investimento privado nas ferrovias.

 

PROJETOS ADIANTADOS

O prefeito Dr. Marcos Vinicius reforçou o esforço conjunto, capitaneado pela atual gestão, em viabilizar projetos com potenciais técnicos, ambientais e financeiros para atrair novos investimentos e negócios para a cidade.

 

“Esta reunião é um desdobramento de uma série de agendas e etapas que já cumprimos. Desde 2017, a Prefeitura de Coronel Fabriciano trabalha no projeto da plataforma multimodal, dentro da concessão da nova ferrovia. Também está em fase avançada à implantação do Parque Industrial Vale do Aço, que tem o apoio da FIEMG e Governo do Estado. O nosso papel aqui hoje é confirmar que Fabriciano tem todas as condições, com contrapartidas necessárias por parte do município, para receber os investimentos da iniciativa privada e viabilizar o empreendimento”, contextualizou Dr. Marcos Vinicius.

 

O novo Parque Industrial, localizado às margens da BR-381 e EFVM, já conta com gasoduto, linhas de transmissão e lotes para receber empresas de médio e grande porte. O empreendimento ocupa uma área de cerca de 100 mil m², próximo à Ponte Mauá, na divisa com Timóteo. Já o terminal multimodal /porto seco de Fabriciano está entre as 60 estratégicas selecionadas pelo governo estadual a ser priorizada no Plano Ferroviário Mineiro e é único atualmente nesta modalidade, no eixo Vitória-Minas.

 

APOIO LEGISLATIVO E EMPRESARIAL

O pleito de Coronel Fabriciano tem amplo apoio de deputados estaduais e federais que representam a região e também da classe empresarial. Dentre os presentes, o presidente do Sindcomércio, José Maria Facundes, e do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Coronel Fabriciano, Antônio Eugênio.

 

O deputado Celinho do Sinttrocel (PCdoB), que integra a Comissão de Ferrovias da ALMG, se comprometeu na defesa dos interesses do município. “São investimentos importantes e agora é uma forma de compensar Fabriciano, já que outros municípios foram prestigiados anteriormente. O prefeito tem visão empreendedora, já vem trabalhando nesses projetos há anos, e a cidade está preparada para receber estes investimentos”, afirmou o deputado.

 

Já a deputada federal Alê Silva (PSL) antecipou que cumprirá agenda com Arthur Lira (PP), presidente da Câmara dos Deputados, e vai solicitar a inclusão de projetos que versam sobre o assunto na pauta de votação. Ela também terá reunião junto ao DNIT para solicitar a reforma emergencial da BR-381, no trecho que liga Ipatinga a Governador Valadares. “Vale do Aço é um oásis: muito rico, mas de difícil acesso. Além da extensão da malha ferroviária, precisamos trabalhar para temas emergenciais para melhorar o acesso e capacidade de produção, atraindo investimentos e melhorando a empregabilidade”, disse.

 

---------- Forwarded message ---------
De: Comunicação Fabriciano <comunicacaofabriciano@gmail.com>
Date: seg, 18 de out de 2021 16:28
Subject: DESENVOLVIMENTO - Coronel Fabriciano pode ser incluído em novo trecho da ferrovia Minas-Espírito Santo
To:
 

Prezado (a) jornalista, boa tarde.

Segue release com sugestão de pauta. Em anexo, fotos e áudioreleases sobre o assunto: 

Prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius

Presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa da Silva 

Deputado Estadual, Celinho do Sinttrocel

Deputada Federal, Alê Silva

Presidente CODECEL, Antônio

 18_10_2021_Reunião com presidente da Petrocity ...

 Eugênio

Agradecemos antecipadamente a publicação.

Atenciosamente,  
Gerência de Comunicação PMCF
(31) 3406-7451

Comunicação do Centro Administrativo PMCF
(31) 3406-7458

..........

Coronel Fabriciano pode ser incluído em novo trecho da ferrovia Minas-Espírito Santo

 

 

 

Em visita à Fabriciano, presidente da Petrocity Portos S.A, destaca potencial produtivo do Vale do Aço e se mostra favorável a levar ferrovia até novo Parque Industrial do município

 

 

Representantes da Petrocity Portos S.A. estiveram em Coronel Fabriciano para aprofundar as discussões sobre a inclusão do município no novo trecho ferroviário ligando o Vale do Aço a São Mateus, no Espírito Santo (EFMES). A reunião aconteceu nesta segunda-feira, 18/10, no gabinete municipal a convite do prefeito Dr. Marcos Vinicius com a participação do secretariado municipal, lideranças políticas, empresariais e entidades.

 

Na ocasião, o presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa da Silva, reafirmou o potencial produtivo do Vale do Aço, destacou os projetos em andamento pela Prefeitura e se mostrou favorável à extensão da ferrovia até o Parque Industrial Vale do Aço – Coronel Fabriciano, em torno de sete quilômetros de ferrovia – e a implantação de Unidades de Transbordo e Armazenamento de Cargas (UTACs) com porto alfandegário na cidade.

 

“Já conhecemos bem a proposta de Fabriciano e pude me reunir, recentemente, com o prefeito Dr. Marcos Vinicius. Entramos numa fase de estudos mais minuciosos para o refinamento do traçado ideal. Como bem disse o prefeito, e dado o potencial produtivo do Vale do Aço, poderemos implantar não só uma, mas propor a integração dos municípios com plataformas independentes, mas convergentes para atender empresas que se completam na produção”, afirmou o presidente da Petrocity.

 

Em favor de Fabriciano, conforme antecipou Barbosa da Silva, estão o licenciamento ambiental e o menor impacto habitacional – ou seja, o traçado da ferrovia no município seria possível sem grandes necessidades de desapropriações, deslocamento de família ou passar em áreas de comunidades tradicionais, indígenas e preservação ambiental.

 

A Petrocity pretende construir e operar no trecho citado, com cerca de 420 quilômetros de extensão. Conforme o projeto, além da malha ferroviária, o projeto contempla de UTACs, ao longo da nova ferrovia: em São Mateus (maior porto privativo do Brasil) e Barra de São Francisco, no Espírito Santo, e Governador Valadares, Ipatinga e também Coronel Fabriciano, que pode passar a integrar o projeto.

 

A previsão de investimentos é da ordem de R$ 5 bilhões com início da operação da ferrovia em 2024 e inauguração do porto, em 2026. Em agosto, o Governo Federal publicou a medida provisória 1065/21 criando o Programa de Autorizações Ferroviárias (Programa ProTrilhos), viabilizando assim o projeto e investimento privado nas ferrovias.

 

PROJETOS ADIANTADOS

O prefeito Dr. Marcos Vinicius reforçou o esforço conjunto, capitaneado pela atual gestão, em viabilizar projetos com potenciais técnicos, ambientais e financeiros para atrair novos investimentos e negócios para a cidade.

 

“Esta reunião é um desdobramento de uma série de agendas e etapas que já cumprimos. Desde 2017, a Prefeitura de Coronel Fabriciano trabalha no projeto da plataforma multimodal, dentro da concessão da nova ferrovia. Também está em fase avançada à implantação do Parque Industrial Vale do Aço, que tem o apoio da FIEMG e Governo do Estado. O nosso papel aqui hoje é confirmar que Fabriciano tem todas as condições, com contrapartidas necessárias por parte do município, para receber os investimentos da iniciativa privada e viabilizar o empreendimento”, contextualizou Dr. Marcos Vinicius.

 

O novo Parque Industrial, localizado às margens da BR-381 e EFVM, já conta com gasoduto, linhas de transmissão e lotes para receber empresas de médio e grande porte. O empreendimento ocupa uma área de cerca de 100 mil m², próximo à Ponte Mauá, na divisa com Timóteo. Já o terminal multimodal /porto seco de Fabriciano está entre as 60 estratégicas selecionadas pelo governo estadual a ser priorizada no Plano Ferroviário Mineiro e é único atualmente nesta modalidade, no eixo Vitória-Minas.

 

APOIO LEGISLATIVO E EMPRESARIAL

O pleito de Coronel Fabriciano tem amplo apoio de deputados estaduais e federais que representam a região e também da classe empresarial. Dentre os presentes, o presidente do Sindcomércio, José Maria Facundes, e do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Coronel Fabriciano, Antônio Eugênio.

 

O deputado Celinho do Sinttrocel (PCdoB), que integra a Comissão de Ferrovias da ALMG, se comprometeu na defesa dos interesses do município. “São investimentos importantes e agora é uma forma de compensar Fabriciano, já que outros municípios foram prestigiados anteriormente. O prefeito tem visão empreendedora, já vem trabalhando nesses projetos há anos, e a cidade está preparada para receber estes investimentos”, afirmou o deputado.

 

Já a deputada federal Alê Silva (PSL) antecipou que cumprirá agenda com Arthur Lira (PP), presidente da Câmara dos Deputados, e vai solicitar a inclusão de projetos que versam sobre o assunto na pauta de votação. Ela também terá reunião junto ao DNIT para solicitar a reforma emergencial da BR-381, no trecho que liga Ipatinga a Governador Valadares. “Vale do Aço é um oásis: muito rico, mas de difícil acesso. Além da extensão da malha ferroviária, precisamos trabalhar para temas emergenciais para melhorar o acesso e capacidade de produção, atraindo investimentos e melhorando a empregabilidade”, disse.