HJMM reforça campanha de doação de sangue em Fabriciano; Prefeitura garante transporte seguro para voluntários até o

HJMM reforça campanha de doação de sangue em Fabriciano; Prefeitura garante transporte seguro para voluntários até o

Hemominas

O Hospital Dr. José Maria Morais, gerido pela Prefeitura de Coronel Fabriciano, reforça
campanha para doação de sangue. Além de chamar a atenção da população em
continuar doando, o HJMM frisa que o serviço está preparado receber os doadores
com segurança, sem aglomerações, com agendamento prévio, e em conformidade
com as recomendações das autoridades sanitárias.
Os objetivos são atrair doadores e manter os estoques de bolsas de sangue
abastecidos. Em virtude da pandemia, hospitais e hemocentros de todo país
enfrentam uma baixa significativa no volume de doações, comprometendo a
realização de inúmeros procedimentos (cirurgias, transfusões etc), vitais para salvar
vidas de pacientes.
Simone Alves de Souza, assistente social do HJMM, explica que é fundamental que as
pessoas saudáveis continuem a fazer a doação de sangue regularmente. “A doação de
sangue não compromete a imunidade ou traz riscos extras quanto à Covid-19 ao
doador”, reforça a profissional.
Em Fabriciano, a Prefeitura fornece o transporte e alimentação aos doadores até o
Hemominas, em Governador Valadares, responsável pela captação e distribuição das
bolsas de sangues para os hospitais da região.
“Reforçamos as medidas de prevenção no transporte, inclusive, obedecendo ao
distanciamento recomendado no transporte. Por consequência da pandemia, são
realizadas duas idas por mês ao banco de sangue, com no máximo 11 pessoas a cada
viagem, que acontecem sempre às terças-feiras, na 2ª e 4ª semanas do mês”, detalha
a assistente social do HJMM.
COVID-19
Segundo o protocolo do Ministério da Saúde, pacientes que tiveram Covid-19 devem
aguardar 30 dias após o fim dos sintomas para doarem. Já quem teve contato com
pessoas confirmadas ou suspeitas para doença devem aguardar 14 dias para fazer a
doação. Vale ressaltar que o exame para detecção da Covid-19 não está entre os que
são feitos de praxe no ato da doação de sangue (como HIV, hepatite e sífilis).

QUEM PODE SER UM DOADOR DE SANGUE?
 Qualquer pessoa entre 16 e 69 anos;
 Quem estiver em boas condições de saúde;
 Pesar no mínimo 50kg;
 Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
 Não apresentar ferimento cicatrizado;
 Tatuagem e/ou micropigmentação nos últimos 12 meses;
 Não estar gripado ou resfriado.