Ipaba do Paraíso receberá tratamento de esgoto

Ipaba do Paraíso receberá tratamento de esgoto
Expectativa da administração municipal é que em dois anos 95

O bairro Ipaba do Paraíso, pertencente à cidade Santana do Paraíso, terá
tratamento de esgoto até o fim de 2022, essa é a previsão da Copasa, empresa
responsável pelas obras. A Prefeitura vem dialogando com a concessionária
desde o início da gestão, com o objetivo de sair do patamar zero e alcançar
95% da cidade com o esgoto tratado.
Para a implantação do sistema no bairro Ipaba do Paraíso, serão investidos
cerca de R$ 4 milhões. O empreendimento teve inicio em fevereiro e
beneficiará 1.400 moradores. Estão sendo implantados 1.389 metros de
interceptores de esgoto, 85 metros de redes coletoras, três unidades de
estações elevatórias de esgoto, 550 metros de linhas de recalque e uma
Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

O Sistema de Esgotamento Sanitário traz diversos benefícios para a população
e meio ambiente, como a erradicação de doenças de veiculação hídrica,o
controle da proliferação de vetores, incentiva os municípios a criarem mais
áreas de preservação ambiental, além de melhorar a qualidade das áreas já
protegidas. Para o município, contribui na arrecadação sobre o Imposto Sobre
Serviços (ISS), adquirido por meio dos trabalhos prestados pela empresa
contratada, além de permitir a valorização imobiliária da cidade e a geração de
empregos diretos.
Além das obras no Ipaba do Paraíso, a Copasa já publicou uma licitação para a
construção do sistema na Bacia do Córrego Soveno, que vai atender os bairros
Centro, São Francisco, São José, Residencial Paraíso e Veraneio, e da Bacia
do Córrego Garrafa, que vai atender os bairros Águas Claras, Bom Pastor,
Cidade Nova, Gran Royalle, Industrial, Jardim Vitória e Residencial Bethânia.

Área Rural
A área rural também vai ser contemplada com o tratamento de esgoto. Em
parceria com a Fundação Renova, foram realizadas visitas "in loco" nas
comunidades, para apoio ao município na aprovação dos projetos que farão a
retirada de quase 100% dos esgotos sanitários lançados nos córregos e rios da
cidade. “Isso é muito importante para preservar o meio ambiente,
principalmente, as nossas nascentes, as nossas fontes de água, importante
para a nossa geração e para as gerações futuras”, destacou o prefeito, Bruno
Morato.