Ipatinga recebe locomotiva em comemoração aos 100 anos da Estação Pedra Mole

Ipatinga recebe locomotiva em comemoração aos 100 anos da Estação Pedra Mole

Em solenidade realizada no local onde são preservadas as ruínas da
edificação histórica, o prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes, recebeu na
manhã desta terça-feira (12), das mãos do presidente da Usiminas,
Sérgio Leite, a doação de uma locomotiva em comemoração aos 100
anos da Estação Pedra Mole. A máquina, que operou na área industrial
da Usina Intendente Câmara por muitos anos, foi reformada,
transportada, e agora compõe o conjunto arquitetônico original em
restauração pela siderúrgica, próximo ao ponto onde se encontram os
rios Piracicaba e Doce, entre os bairros Cariru e Castelo. O espaço está
disponível para visitação às quintas e sextas-feiras das 10h às 15h;
sábados das 9h às 16h e aos domingos das 10h às 13h.
“Este é um verdadeiro presente para a nossa população, no ano e no
mês em que comemoramos o 58º aniversário de Ipatinga. E a
celebração ganha ainda mais significado por coincidir com o centenário
da Estação de Pedra Mole, que foi inaugurada em 1º de agosto de 1922
– nada menos do que 42 anos antes da emancipação do município.
Queremos agradecer o empenho de todas as pessoas que se
sensibilizaram e compreenderam a importância histórica deste local,
contribuindo das mais diversas formas para a materialização desse
espaço que tão bem expressa a tradição de trabalho da nossa gente.
Nossa gratidão, em especial, à Usiminas e ao Ministério Público, que
possibilitaram os investimentos para que essa obra fosse desenvolvida”,
destacou o chefe do Executivo.
Representando o Ministério Público na cerimônia, o promotor de Justiça
da comarca, Rafael Pureza, resumiu sua satisfação com o ato dizendo
estar tomado de “felicidade e plenitude rara. Sei o valor do ‘trem’ para o
mineiro. Devemos louvar esta iniciativa da Usiminas”, sintetizou,
lembrando que exatamente naquele ponto acredita-se que
desembarcaram os primeiros bandeirantes que cruzaram a região, “o
que nos remete à colonização no interior de Minas Gerais”.


O presidente Sérgio Leite pontuou a preocupação da empresa em
valorizar cada vez mais os bens tombados ao patrimônio histórico e

cultural de Ipatinga, considerando a Estação de Pedra Mole, o primeiro
ponto de embarque de passageiros no então vilarejo que deu origem ao
município, “um dos redutos históricos mais ricos da cidade”. Para ele, a
locomotiva, que foi usada por mais de 50 anos na Usiminas, “é a cereja
do bolo do projeto de restauração do espaço”.
Investimentos


O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da 9ª
Promotoria de Justiça de Ipatinga, e a Usiminas firmaram Termo de
Ajustamento de Conduta (TAC) que resulta no restauro das ruínas da
Estação Pedra Mole, na realização de benfeitorias no local e na
abertura do bem tombado à visitação pública. Executada desde 2019, a
obra foi aprovada pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e
Artístico, envolvendo recursos de cerca de R$ 750 mil, e agora entra
numa nova fase, com previsão de abertura de um portal de acesso na
rua Itália, no bairro Cariru, e a realização de melhorias na trilha de 650
metros que propicia uma caminhada ecológica pela mata até as ruínas.
No caminho e também no local da antiga estação, totens explicativos
contarão a história do patrimônio.
Já foi construída uma fachada de estação ferroviária junto às ruínas,
que permite ao visitante imaginar o antigo terminal, além de um deck
para contemplação da foz do Rio Piracicaba no Rio Doce.