NOTA SOBRE SITUAÇÃO DAS CHUVAS EM CORONEL FABRICIANO

NOTA SOBRE SITUAÇÃO DAS CHUVAS EM CORONEL FABRICIANO
NOTA SOBRE SITUAÇÃO DAS CHUVAS EM CORONEL FABRICIANO
https://youtu.be/XiUcmXRbL4Q

O número de famílias desalojadas por causa das últimas chuvas neste final de semana já somam 157 em Fabriciano, num total de 481 pessoas. No município, foram montados três pontos de apoio de acolhimento e apoio: E.M. Boa Vista (antiga E. E. Dr. Querubino), no Santa Helena; Igreja N. Sra. da Penha, no Manoel Domingos e E. M. Nicanor Ataíde, no Mangueiras. 
 
Nos pontos de apoio, a Prefeitura oferece serviços de orientação, alimentação, local para higiene pessoal, guarda de pertences e abrigo, para quem necessitar. As equipes da Assistência Social continuam nas ruas trabalhando no cadastro das famílias afetadas e no levantamento necessidades mais emergenciais. 
 
A tendência para as próximas horas é começar a baixar os níveis do Rio Piracicaba e do Córrego Caladão. No entanto, a Defesa Civil alerta que a vazão ainda permanece alta em decorrências das chuvas na cabeceira do Piracicaba. Conforme nota emitida pela Usina de Sá Carvalho, na madrugada desta terça-feira, 11/1, o Piracicaba atingiu 9,20 metros  a cota de inundação é de 6,20 metros. A previsão é de chuva moderada para hoje. 
 
Com a estiagem, a Prefeitura de Coronel Fabriciano já iniciou uma força tarefa e cinco equipes da Secretaria de Governança de Obras e Serviços Urbanos já trabalham na limpeza dos trechos mais críticos e desobstrução de vias. São priorizadas as avenidas e vias de ligação entre os bairros e áreas com registros de desmoronamentos e alagamentos às margens do Rio Piracicaba e seus afluentes, como o Ribeirão Caladão.
 
Seguem interditadas as Avenida JK, no Mangueiras/Amaro Lanari (trecho de alagamento) e Nico Roque, no JK e trecho da Padre Américo, no Caladão, em decorrência de deslizamentos de terra. Duas equipes da Defesa Civil, em conjunto com o Corpo de Bombeiros, continuam nas ruas com o trabalho de vistorias, avaliação de danos, orientação e retirada das famílias, caso necessário. 
 
Na manhã desta segunda-feira, 10, o prefeito Dr. Marcos Vinicius decretou situação de emergência (Decreto Municipal 7.811/2022), com objetivo de dar celeridade, eficiência e ampliar a assistência às vítimas das chuvas. 
 
SERVIÇO
Em caso de ocorrências envolvendo alagamentos ou deslizamentos, o cidadão deve acionar o Corpo de Bombeiros, 193; Defesa Civil, 3406-7352; Polícia Militar, 190.