Prefeito Dr. Marcos Vinicius se reúne com Estado e reivindica a inclusão do Porto Seco em Fabriciano na 1ª etapa do Plano Ferroviário de Minas

Prefeito Dr. Marcos Vinicius se reúne com Estado e reivindica a inclusão do Porto Seco em Fabriciano na 1ª etapa do Plano Ferroviário de Minas
https://youtu.be/XiUcmXRbL4Q

Prefeito Dr. Marcos Vinicius se reúne com Estado e reivindica a inclusão do Porto Seco em Fabriciano na 1ª etapa do Plano Ferroviário de Minas

 

 

 

Coronel Fabriciano continua a avançar para assegurar a implantação do Porto Seco - Plataforma Multimodal, na área destinada ao Distrito Industrial II, no limite com Timóteo. Nesta quarta-feira, 16, o prefeito Dr. Marcos Vinicius se reuniu com o Secretário Estadual de Governo, Igor Eto, na capital mineira.

 

 

 

No encontro, Dr. Marcos Vinicius reforçou o pleito municipal e entregou um ofício frisando a importância de contemplar o projeto fabricianense na primeira etapa do Plano Estratégico Ferroviário de Minas Gerais (PEF).

 

 

 

Nos próximos dias, o governo do Estado deve remeter à Brasília o diagnóstico do sistema ferroviário mineiro e a lista de projetos de transporte de cargas e de passageiros e propõe estratégias para atender as demandas do segmento e da população mineira. São estimados investimentos de R$ 40,26 bilhões e Coronel Fabriciano não quer ficar de fora.

 

 

 

“Após muita luta da nossa gestão e cumprir todas as etapas e exigências, a Plataforma Multimodal em Fabriciano está entre as estratégias selecionadas para o Plano Ferroviário Mineiro. No entanto, sua execução está programada para segunda etapa. Por isso, reforçamos o pedido para contemplar o projeto ainda na primeira etapa, tendo em vista as obras de duplicação da BR-381 e implantação do Distrito Industrial II,”, resumiu o prefeito. Na ocasião, Dr. Marcos estava acompanhado do Deputado Estadual Tito Torres e do vereador Reginaldo Messias, representando o Legislativo Municipal.

 

 

 

A Plataforma Multimodal – Porto Seco de Fabriciano está entre as 60 estratégicas selecionadas pelo governo estadual a serem priorizadas no Plano ferroviário mineiro, conforme divulgado em fevereiro deste ano, durante o 5º Workshop da PEF. O projeto de Fabriciano é único nesta modalidade, no Eixo Vitória-Minas, e tem importância estratégica para o Vale do Aço, que por sua vez, é um dos principais pólos siderúrgicos do país e, portanto, de grande importância econômica no Estado.

 

 

 

PORTO SECO E DISTRITO INDUSTRIAL II

 

A Plataforma Multimodal – Porto Seco, pleiteada pela Prefeitura de Coronel Fabriciano, será instalada na área destinada ao Distrito Industrial II, próximo à Ponte Mauá, no limite com Timóteo. O município já disponibilizou um local estratégico – com aproximadamente 100 mil m², acesso à BR 381 e próximo a siderúrgicas. O custo estimado é de R$ 40 milhões, como medidas compensatórias e mitigatórias aos impactos decorrentes da presença da ferrovia Vitória-Minas na cidade.

 

 

 

Recentemente, o prefeito Dr. Marcos Vinicius também garantiu junto Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) a inclusão a quatro alças de acesso à BR 381 no novo lote de obras da rodovia – dentre elas, as dos trevos do Distrito Industrial II e do Distrito Industrial I (Belvedere), interligando ambos à rodovia federal. As obras são cruciais para a construção da Plataforma Multimodal (Porto Seco).