Prefeitura de Fabriciano, Governo do Estado e FIEMG firmam acordo para desenvolvimento do Parque Industrial Vale do Aço

Prefeitura de Fabriciano, Governo do Estado e FIEMG firmam acordo para desenvolvimento do Parque Industrial Vale do Aço
Prefeitura de Fabriciano, Governo do Estado e FIEMG firmam acordo para desenvolvimento do Parque Industrial Vale do Aço
https://youtu.be/XiUcmXRbL4Q

A celebração de um acordo entre o governo do Estado, Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) e a Prefeitura de Coronel Fabriciano visando atrair investimentos para a consolidação do Parque Industrial do Vale do Aço é a estratégia da gestão Novos Tempos para alavancar a economia, gerar emprego e renda e colocar o município, em definitivo, nos trilhos do desenvolvimento regional.

Nesta quinta-feira, 29/7, em visita ao município, o governador Romeu Zema assegurou o apoio irrestrito do Estado para o empreendimento, em fase avançada de implantação. Na ocasião, Zema assinou o Despacho Governamental n° 12/2021 “que determina às Secretarias de Estado de Fazenda; de Desenvolvimento econômico e a de Infraestrutura e Mobilidade, envidar esforços para viabilizar a execução de área de desenvolvimento econômico em Coronel Fabriciano – Parque Industrial Vale do Aço”.  

 

O documento foi assinado em solenidade realizada no Complexo Administrativo da Prefeitura na presença de lideranças políticas, empresariado, entidades de classe, instituições e imprensa. O despacho é uma garantia de cumprimento do Termo de Mútua Cooperação Técnica entre Estado, Prefeitura e FIEMG que prevê, entre vários pontos, a realização de estudos para incentivos fiscais e tributários para empresas interessadas em investir em Coronel Fabriciano.

 

“A geração de emprego é prioridade nº 1 do nosso governo. E temos nos esforçados e também apoiado iniciativas como a do prefeito Dr. Marcos Vinicius, que tem feito uma excelente gestão, para desburocratizar e atrair empresas para o Estado. Mais de 75% dos mineiros vivem no interior e, por isso, a gestão não pode só priorizar a capital. Tenho acompanhado o esforço do prefeito de Fabriciano e o secretário de Fernando Passalio (Desenvolvimento Econômico) que me acompanha na visita vai auxiliar o município no que for preciso”, afirmou Zema em seu pronunciamento.

 

Já o prefeito Dr. Marcos Vinicius agradeceu a visita e o empenho de Zema e reafirmou que a implantação do Parque Industrial visa garantir investimentos importantes para a cidade e região, além de corrigir um erro histórico com a “Terra-mãe do Vale do Aço”. “A região começou aqui e Fabriciano, inclusive, ofereceu incentivos para a instalação das grandes siderúrgicas. Mas quando a cidade teria o retorno veio à emancipação das vizinhas e ônus para cá. Portanto, o Parque Industrial é um projeto moderno, sólido e construído por meio de uma parceria entre poder público e iniciativa privada, com apoio de entidades, em benefício de Fabriciano e região”, destacou Dr. Marcos Vinicius.

 

PARQUE INDUSTRIAL

Durante o evento, a Prefeitura apresentou oficialmente o Parque Industrial Vale do Aço, novo vetor de desenvolvimento de Coronel Fabriciano e um dos maiores empreendimentos de negócios do Leste de Minas Gerais. O projeto é desenvolvido pelas secretarias de Governança Estratégica da Qualidade, Inovação Tecnológica e Sustentabilidade Econômica e Secretaria de Governança de Planejamento, Meio Ambiente e Habitação.

 

São aproximadamente 240 lotes na primeira etapa, em uma área de mais de 1 milhão de m², com infraestrutura para abrigar empresas de médio e grande porte. O Parque Industrial já possui licenças ambientais aprovadas pelo CODEMA; ramal de gás, linha de transmissão de energia e lotes modulares.

 

A localização privilegiada é outro atrativo: o Parque Industrial está situado na divisa de Fabriciano e Timóteo, às margens da BR 381, próximo às grandes siderúrgicas (Usiminas e Aperam).

 

O secretário de Governança de Planejamento, Meio Ambiente e Habitação, Douglas Prado, acrescenta os esforços da Prefeitura para a construção da estrada interligando o novo empreendimento ao Distrito I, na área urbana da cidade, e as alças de acesso à BR 381, no novo lote de obras da rodovia. “São medidas fundamentais para facilitar a logística para transporte de funcionários, insumos e mercadorias das empresas instaladas”, completa.

 

APOIO POLÍTICO E EMPRESARIAL

O evento oficial de lançamento do Parque Industrial Vale do Aço – Coronel Fabriciano foi bastante prestigiado e ansiado, sobretudo, pela classe empresarial e lideranças políticas.

 

O deputado Federal, Domingos Sávio (PSDB), frisou a importante conquista para Coronel Fabriciano e região e garantiu empenho para assegurar os investimentos necessários para a consolidação do Parque. “Agora, vamos continuar o trabalho junto com o prefeito Dr. Marcos Vinicius. Precisamos viabilizar os investimentos para a construção do terminal multimodal/porto seco para servir a região e garantir as alças de acesso na concessão da BR 381”, afirmou o parlamentar.

 

Já o empresário e vice-presidente da Fiemg, Luciano Araújo, ressaltou os investimentos privados no Estado na ordem de R$ 129 bilhões nos últimos 30 meses. Mas questiona quanto desse volume veio para o Vale do Aço e responde, praticamente nada. “É muito importante essa decisão da Prefeitura de Coronel Fabriciano de lançar o Parque Industrial, criar condições para atrair investimentos, colocar o Vale do Aço na agenda do INDI e apresentar o município e região para empresas interessadas em se instalar em Minas. A administração de Fabriciano está na vanguarda e fazendo um belíssimo trabalho na atração de investimentos”, disse.

 

Também prestigiaram a solenidade a deputada Federal Alê Silva (PSL); os deputados Estaduais Tito Torres (PSDB), Celinho do Sinttrocel (PCdoB) e Rosângela Reis (Podemos); Timóteo Douglas Willkys; presidente de da Câmara Municipal, Miltinho do Sacolão (PSDB), vereadores, secretários municipais e representantes de entidades como Sindcomércio, Acicel-CLD, Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (Codecel) e instituições de ensino, como Unileste-MG e Prominas/Única.