SEM ORÇAMENTO OBRAS DA BR 381 SEGUEM PARALISADAS NO VALE DO AÇO

SEM ORÇAMENTO OBRAS DA BR 381 SEGUEM PARALISADAS NO VALE DO AÇO
Crédito foto: Movimento Nova 381

O deputado estadual Celinho Sintrocel já articula com parlamentares de Minas Gerais, tanto no Senado (Carlos Viana, Antônio Anastasia e Rodrigo Pacheco) como também na Câmara Federal (Ercílio Coelho Diniz), a garantia de recursos para a continuidade das obras de duplicação da BR 381, no lote 3.1 em Antônio Dias.

Celinho esclarece que, em contato com o Superintendente do DNIT em Minas Gerais, Gustavo Frederico Boerger, tomou conhecimento de que a empresa que realiza as obras no trecho, Construtora Brasil ECB solicitou a revisão de todos os projetos ainda não executados no lote. “Na verdade, a empresa está solicitando é um reajuste financeiro para dar continuidade aos projetos não executados”, explica o deputado.

Ele acrescenta que o DNIT já está analisando os projetos, e que esse processo deverá demorar em torno de 90 dias. “Após esta análise, o DNIT reconhecendo a necessidade de correção financeira nos projetos, inicia o processo pela liberação de recursos. Mas, o mais grave, é que até hoje, o orçamento da União não foi aprovado no Congresso Nacional, e a informação que temos é que o Ministro da Fazenda tem intenção de cortar no orçamento recursos para infraestrutura”, salienta Celinho.

Diante desse quadro ele enfatiza que iniciou uma articulação com os parlamentares mineiros no Congresso Nacional para que acelerem a aprovação do Orçamento e garantam recursos para a continuidade das obras no lote 3.1, até que o processo de concessão seja iniciado. “Nós queremos é que os órgãos envolvidos, Ministério da Infraestrutura, DNIT acelerem as decisões sobre a continuidade das obras aqui na região. Porque, além disso, existe ainda a questão dos taludes que romperam e até hoje nenhuma solução foi apresentada. É preciso mais empenho para com esta obra”, cobra o deputado Celinho.

Fonte: Maria Cristina de Souza
Assessoria de Comunicação
Deputado Estadual Celinho do Sinttrocel (PCdoB)